NATAÇÃO
BREVE HISTÓRICO

Os povos antigos, como assírios, egípcios, fenícios, ameríndios tinham a natação como uma maneira de sobrevivência, ou seja, eram exímios nadadores. Os estilos de nado foram desenvolvidos a partir do século XIX, nas primeiras competições esportivas, baseando-se na forma de nado dos indígenas da América e da Austrália.

Como os gregos cultuavam a beleza física, eles fizeram da natação um dos exercícios mais importantes para o desenvolvimento do corpo. A natação era praticada nos treinamentos de guerreiros. Acredita-se que já nesta época existiam competições.

Em Roma, a natação também era usada para preparação do corpo, era uma matéria do sistema educacional. As piscinas ficavam em termas, que eram construções suntuosas. Com a queda do Império Romano a natação praticamente desapareceu até a Idade Média, pois acreditava-se que a modalidade disseminasse epidemias. Essa falsa idéia pendurou até o renascimento, onde construíram várias piscinas públicas, sendo a primeira em Paris, na França no reinado de Luís XIV.

As primeiras competições foram realizadas em Londres, em 1837. O estilo empregado era braçada de peito, executada de lado e mais tarde para diminuir a resistência de água, passou-se a levar um dos braços a frente pela superfície que foi denominado Single overarm stroke e depois foi aperfeiçoado para levar um braço de cada vez, chamado doublearm stroke. Em 1893, os pés ainda fazim um movimento de tesoura, depois foi adotado um movimento de pernas agitadas na vertical chamado de crawl australiano. Atualmente a natação é praticada em quatro estilo: CRAWL, COSTA, PEITO e BORBOLETA.

No Brasil, a natação foi introduzida em 31 de julho de 1897, quando a União de Regatas fluminenses foi fundada pelos clubes Botafogo, Gragoatá, Icaraí e Flamengo, mais tarde recebeu o nome de Conselho Superior de Regatas e Federação Brasileira das Sociedades de Remo.



DEFINIÇÃO

Podemos definir a natação como o conjunto de movimentos combinados de braços e pernas praticados dentro da água, a fim de promover auto-sustentação.

BENEFÍCIOS

A natação é considerada um dos exercícios mais completos na atualidade, que não causa impacto nas articulações e nem na musculatura, além de ser utilizada como lazer, pode também, ser utilizada com finalidades terapêuticas na recuperação de atrofias musculares e tratamento de problemas respiratórios. A pessoa que pratica natação regularmente trabalha o sistema cardíaco e respiratório. Além disso, é importante para melhorar o condicionamento físico, para manutenção da saúde, e como meio de defesa contra afogamentos ou em operações de salvamento. Quem nada os quatro estilos (crawl, costas, peito e borboleta) consegue trabalhar todos os grupos musculares do corpo, eliminando gordurinhas extras e fortalecendo a musculatura.

RISCOS

Não há riscos para quem pratica natação sem extrapolar os limites físicos, as aulas devem ser equilibradas. Para conseguir atingir uma melhora considerável em seu condicionamento físico, é preciso nadar durante 1 mês, 2 ou 3 vezes por semana durante 45 minutos.

ESTILOS

A natação pode ser feita em quatro estilos: crawl, costas, peito e borboleta.

• CRAWL:
Nadado de barriga para baixo, com batimento de pernas alternado, sendo que a força do movimento das pernas é de cima para baixo, e os braços se alternam simultaneamente. A respiração ocorre de acordo com a braçada.
• COSTAS:
É o "oposto" do crawl, é nadado de barriga para cima, como o próprio nome fala " de costas". O batimento de perna é quase igual, tendo como diferença a origem da força, que é de baixo para cima.
• PEITO:
O nado de peito parece ao de uma rã ou um sapo e foi inspirado por esses répteis.
• BORBOLETA:
Ambos os braços devem ser trazidos à frente, simultaneamente sobre a água e levado para trás, juntos. As pernas unidas fazem um movimento junto com o tronco em forma de ondulação.

QUEM PODE PRATICAR

Qualquer pessoa que goste de esporte aquático pode fazer natação, mas deve ser orientado por um educador físico.

IMPORTANTE

• Gestantes podem nadar, mas o estilo borboleta não é indicado para gestantes pois força a coluna.
• Quem tem problema de coluna deve-se concentrar nos estilos crawl e costas.
• Pessoas hipertensas deve sempre medir a freqüência cardíaca durante a atividade, pois se deve evitar a pratica quando estiver muito alta.

DICAS

• Se alimente uma hora antes de nadar, ou coma uma barra de cereal antes do nado;
• Se alongue antes, pois o alongamento é importante antes de cair na água.

NATAÇÃO INFANTIL

Desde cedo as crianças devem ser incentivadas a exercerem alguma atividade física. As vantagens de um esporte iniciado logo cedo são inúmeras. A natação é uma excelente dica ao público infantil, pois melhora a capacidade cardio-respiratória, o tônus, a coordenação, o equilíbrio, a agilidade, a força, a velocidade, desenvolve habilidades psicomotoras como a lateralidade, as percepções tátil, auditiva e visual, as noções espacial, temporal e de ritmo, sociabilidade e autoconfiança. A criança não deve ser obrigada a fazer aquilo que não gosta. Deixe que ela escolha a sua atividade física.

Crianças iniciadas em um programa de adaptação ao meio líquido em idade pré-escolar têm um rendimento mais satisfatório em seu processo de alfabetização.

Não é de se espantar quando se fala que a natação é um esporte completo. Esse esporte também melhora a resistência do organismo e ajuda na prevenção e recuperação de doenças como asma, bronquite e problemas ortopédicos.

NATAÇÃO BEBÊ

A natação é o esporte que pode fazer parte da vida da criança logo nos primeiros meses. É praticada de forma lúdica e recreativa, sem compromisso com as técnicas, para uma adaptação ao meio líquido. Esse esporte contribui para desenvolvimento do ser humano integral, nos aspectos cognitivo, emocional e social. Também é incontestável a eficácia e a eficiência da natação para a melhoria do aspecto físico e da postura essenciais para o desenvolvimento motor do bebê.

Na natação, a criança pode experimentar os movimentos novos que aprende sem traumas de um tombo como rolar, movimentar perninhas e bracinhos. Além de tudo, é um meio aconchegante oferecido pela água morna.

As crianças precisam da presença de um acompanhante nas aulas, alguém que a criança confie. Essa relação de confiança é de fundamental importância para o desenvolvimento afetivo do bebê. Além disso, as crianças aprendem com mais segurança, sem medo do desconhecido.

A importância da natação para a formação de sua personalidade e inteligência é algo que não se pode negar. Com os colegas na piscina, aprendem que cada um tem sua vez e todos são importantes.

DICAS

Quando o bebê estiver com febre, diarréia ou vômito, reações vacinais ou dores de ouvido não o leve para a aula de natação. Agasalhe sempre as crianças antes e depois das aulas. Os pais não devem matricular seus bebês nas aulas de natação com o objetivo de formarem campeões, mas sim pela formação de um hábito que lhe renderão boa saúde para sempre. A medalha de campeão em saúde ninguém tirará de seu filho.

DIAS E HORÁRIOS

© Todos os direitos reservados 2007 | www.espacoharmonico.com.br
Website desenvolvido por IS DESIGN | www.israelsc.com